Sim! Cheguei ate aqui… as dores e delicias de passar dos 50

041cf46633e59d65399b66480f029905A expressão “chegar lá” nem sempre é um objetivo, pode significar o curso normal da vida principalmente para quem já passou dos 50, assim como eu.

Confesso que chegar até aqui não foi a vitória mais esperada, mas não deixa de ser um premio. Deixo claro que esse texto não é só sobre maturidade, pois acredito que “ser” maduro não é uma questão de tempo ou idade e sim uma simples questão de “estar”. E se hoje estou feliz, estou plena, estou tranquila, estou realizada é porque aceito a condição do momento e de chegada até aqui, mesmo com todas minhas imperfeições. Se tudo é impermanente, então nada é para sempre. Como diz Cartola, “o mundo é um moinho” e as vezes o vento está a seu favor, e quando isso acontecer, respira fundo e aproveita  o vento no rosto porque isso deve ser aquela tal liberdade.

E para você leitor (a) que ainda não passou dos 50, tenha plena certeza que poderá chegar lá pelo curso normal da vida, e se permanecer curioso irá descobrir que cada etapa da caminhada é uma nova maneira de viver. Fazer  52 não é tão ruim assim, mas lá se vão 1/2 século de vida. Ok! Esqueça o peso do 1/2 século e leia o que se pode aprender quando se chega aos 52. Pode ser que seja uma bela conquista, afinal chegamos até aqui!

1)      Procure sempre  um medico para manter seu corpo físico em ordem, afinal você precisa dele para continuar seguindo. Mas não questione e nem se entristeça, simplesmente aceita! Você está na menopausa, mas ela, assim como uma dor de amor, também passa. Cuide-se bem.

2)      Sua irmã que antes tinha uma grande diferença de idade para ser sua amiga, hoje é sua melhor conselheira e companheira de viagem. Onze anos nem é tanta diferença assim. Aproveita e divirta-se.

3)      O amiguinho do seu sobrinho que você viu crescer e até levou em festinhas de aniversário e dormiu na sua casa, vai lembrar de você e dizer “E aí tia? Beleza?”... e isso é bom, porque você continua sendo inesquecível e incrível, pena que não pode frequentar mais as mesmas baladas que ele frequenta… isso é bom também. Relaxa.

4)      Você percebe que os cabelos estão mais brancos, a pele não é tão rígida e algumas rugas e quilinhos são mais aparentes. Mas assim com os Titãs, Cristiane Torloni, Bom Jovi, Ney Matogrosso, Samuel Rosa, Gloria Pires, Wood Allen, Sonia Braga e Tom Cruise,  seus ídolos também envelheceram e estão cada vez melhores e na ativa. Portanto, você está na moda! Inspire-se.

5)      Você olha as fotos de seus antigos amigos pelo FB  e percebe que eles estão casados há mais de 20 anos, tem filhos na faculdade e alguns já tem netos e só você não tem marido, filhos e netos. Isso pode causar uma certa frustração? Pode ser que em alguns momentos sim. Nessas horas pense nos boletos das escolas e das faculdades que você deixou de pagar e comprou uma passagem para Paris sem dar satisfação a ninguém rsrsrs… Curta a sua liberdade (e Paris).

6)      Antes dos 50 você não tem muita paciência com o idoso, depois dos 50 percebe que generosidade assim como afeto, é a chave e o segredo para uma vida bem vivida, porque como aprendi com  minha irmã, “você só retira da vida o que põe nela”. Ame.

7)      O tempo passa e passa depressa! Não fique parada no tempo, conheça novos escritores, novas religiões, músicos e novos ritmos. Não é para se apegar mas sim para adquirir novos conhecimentos. Mario Quintana disse um dia  que “enquanto permanecermos curiosos estaremos vivos”. Frequente museus, parques, circos, shows de rock, folk ou bandas independentes sem se importar de ir sozinha, afinal você já aprendeu que estar com você é uma delicia. Viva.

8)      E o lado bom de “estar envelhecendo” é que você pode “flertar” com os rostinhos mais jovens, afinal você se tornou inofensiva rsrsrs. Ria e alimente-se do frescor dessa juventude.

C’est la vie mon amour … e mesmo com tantas perdas e ganhos, pesos e medidas, acho que cheguei até aqui com um saldo positivo: A vida se tornou mais leve. Posso olhar para traz e dizer “que pena que a leveza chegou só depois dos 50″, ou posso olhar para frente e dizer “que bom que a leveza chegou depois dos 50…”. Agradeça.

(maria ramos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>